População aprova “Aracaju sem cigarro”

Tudo melhora quando paramos de fumar: olfato, paladar, disposição física.

É uma outra forma de viver, com qualidade de vida. Foi com essas palavras que a secretária de gabinete do Ministério Público Estadual (MPE), Marieta Teodoro, descreveu a sensação de deixar de ser fumante. Graças também à força de vontade de Marieta, Aracaju é hoje a capital brasileira com menor número de fumantes. Para comemorar o título e diminuir ainda mais esse índice, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), iniciou nesta quarta-feira, 8, a campanha ´Respire Qualidade de Vida: Aracaju sem Cigarros´.

A abertura aconteceu no Centro da capital com uma série de ações recebidas com alegria pela população. As atividades incluiram panfletagem no calçadão, colocação de adesivos em veículos, além de visitas ao MPE, Câmara de Vereadores e Tribunal de Justiça de Sergipe. Enquanto equipes faziam abordagem nas repartições públicas, outra turma conversava com os pedestres no calçadão da João Pessoa juntamente com o grupo de teatro ´A arte de prevenir´, que alegrou ainda mais a manhã com muita música.

O fiscal de Serviços Urbanos Sérgio Tavares foi um dos motoristas abordados durante a ação. Ele fez questão de colaborar com a campanha, permitindo a colocação do adesivo em seu veículo. Essa é uma bela campanha. Precisamos acabar com esse negócio de fumo porque sabemos que ele só prejudica a nossa saúde, disse.

A assessora da coordenadoria do MPE Rosa Maria Fraga aprovou a abordagem educativa em seu local de trabalho. Eu estou muito contente com essa campanha porque mesmo os não fumantes são afetados por aqueles que fumam. Sem falar que essas iniciativas acabam inibindo ainda mais o uso do cigarro. Essas campanhas são um ótimo estímulo para quem quer largar o vício, declarou a assessora.

A promotora de Justiça Euza Missano também elogiou a ação da SMS. É uma campanha fundamental, maravilhosa, e Aracaju está de parabéns por ter conseguido diminuir sensivelmente esses índices de fumantes na capital. Hoje a gente respira outra realidade e o Ministério Público fica muito feliz e quer ser parceiro desse belo trabalho, disse.

Apoio

A procuradora Ana Christina Brandi, que é fumante, recebeu a abordagem com alegria e ofereceu todo seu apoio. Eu ainda sou fumante, mas pretendo de coração deixar de fumar. Eu respeito os não fumantes, tanto que não fumo dentro de casa. Acho esse trabalho maravilhoso e estamos precisando de iniciativas como essa porque, infelizmente, milhares de pessoas vêm a óbito por causa do cigarro. Podem contar comigo e com o Ministério Público para dar apoio a essa ação, garantiu.

O promotor de Justiça Rony Almeida também aprovou a campanha da Prefeitura de Aracaju. Eu vejo essa campanha com muita alegria porque sabemos dos malefícios causados pelo cigarro e trabalhar para que as pessoas não fumem e acabem com esse vício é uma iniciativa louvável. Só tenho que parabenizar a prefeitura por esse trabalho, declarou o promotor.

O presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, Emmanuel Nascimento, disse estar satisfeito em saber que uma lei de sua autoria ajudou Aracaju a respirar um ar mais saudável. A lei 3.756 proíbe cigarro em locais públicos fechados. Graças ao nosso trabalho, a população tem um ar melhor para respirar, mais saúde e menos gastos com o tratamento de fumantes, destacou Emmanuel.

Abordagens

Nesta quinta-feira, 9, as abordagens educativas serão realizadas no Tribunal de Contas do Estado, Fórum Gumercindo Bessa, Secretaria de Estado da Fazenda, HEMOSE, HUSE e Justiça Federal. Até 1º de outubro deste ano, as equipes da SMS continuarão visitando órgãos públicos, escolas e estabelecimentos de saúde públicos e privados, supermercados, shoppings e grandes estacionamentos.
Fonte:Plenário/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)