Pesquisa mapeará o crack em Pernambuco

Especialistas em pesquisas relacionadas ao uso de drogas darão início, no próximo mês de outubro, a um mapeamento do consumo de crack e outras drogas ilícitas em Pernambuco. O estudo, a ser realizado pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid), será feito em todas as regiões do Estado e deverá ser concluído em seis meses, num investimento estimado em R$ 1 milhão. As informações foram repassadas na tarde de ontem durante a palestra sobre “Uso de Crack e outras Drogas no Brasil”, no auditório da Faculdade Frassinetti do Recife, que contou com a presença dos especialistas do Cebrid, Elisaldo Carlini, e Solange Nappo.

O estudo do Cedrib fará o mapeamento das informações existentes nas Unidades de Saúde, Assistência Social, Defesa Social, entre outros, para identificar o número de usuários e a qualidade dos serviços prestados. Em seguida, será feito o levantamento domiciliar com a aplicação de questionário nas residências de famílias de usuários. A última etapa será a do levantamento qualitativo, que consiste na entrevista com o próprio usuário.

“Acredito que o enfrentamento ao crack não deve se concentrar em técnicas terapêuticas, mas sim, em medidas preventivas. No entanto, a decisão sobre o que fazer cabe ao Estado. Mas para se chegar a uma decisão, é fundamental que seja feito um diagnóstico da real situação”, destacou o professor do Cebrid, Elisaldo Carlini.

Ao final do mapeamento, será inaugurado um núcleo avançado do Cebrid em Pernambuco.
Autor: Alexandre Ferreira
OBID Fonte: Folha de Pernambuco