fbpx

Autoridades da América Latina expressam preocupação por tabagismo e câncer

Especialistas alertam que o consumo de cigarro tornou-se uma epidemia.

Autoridades da Saúde da América Latina e entidades científicas do continente americano, definiram o câncer como um “problema de saúde pública mundial” e expressaram preocupação frente ao tabagismo.

As conclusões da declaração “Controle Global de Câncer das Américas”, emitidas neste fim de semana em Buenos Aires, propõem ainda reconhecer que o risco do câncer, que é “a primeira causa de morte nos países desenvolvidos, e a segunda na região da América Latina e Caribe, compreendendo 12,5% de todas as mortes da região”.

Os especialistas expressaram também a “preocupação pela epidemia do tabagismo como causa do câncer, que produz um milhão de mortes anuais nas Américas”.

— Ressaltamos a importância da ratificação do Convênio Marco para o controle do Tabaco, aprovado pela 56ª Assembleia Mundial da Saúde, assim como sua efetiva vigência em nossos países.

O encontro reuniu na capital argentina autoridades da área, da sociedade científica e especialistas de Brasil, Uruguai, Paraguai, Equador, Honduras, Peru, Estados Unidos, Venezuela, Panamá, Cuba e México.
Fonte:Donna DC/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)