Crack: Ministério da Saúde mapeará usuários em 3 cidades

Diante do avanço do crack nas cidades brasileiras, o Ministério da Saúde vai financiar uma pesquisa inédita para mapear o perfil dos usuários dessa droga no Rio de Janeiro, em Macaé e em Salvador.

Conforme o Globo mostrou domingo, crescem na capital os casos de abandono de crianças e adolescentes por pais usuários de crack .

O estudo do Ministério da Saúde – que deve ser concluído até o início de 2011 – pretende avaliar o tratamento dos usuários, além de promover a reinserção social e a redução de danos causados pela droga.

Segundo o ministério, foram escolhidas para a pesquisa duas grandes cidades, Rio e Salvador, em que universidades locais (UFRJ e UFBA) já tivessem domínio do assunto.

Para que a amostragem abrangesse uma cidade de médio porte, foi selecionada ainda Macaé, onde a UFRJ já desenvolve esse tipo de estudo.

A pesquisa será dividida em seis partes, coletando informações sobre moradia, idade, sexo e comportamentos de riscos para HIV e hepatite – já que muitos dependentes se prostituem em troca da droga ou de dinheiro.

Também será feito o diagnóstico dos serviços públicos na área social e de saúde.
Fonte:Blog do Noblat/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)