Um ano após lei, metade está fumando menos

Aprovação da lei entre os fumantes é alta: 73% estão satisfeitos com a proibição.

Mais de um ano após a lei antifumo entrar em vigor em São Paulo, pesquisa mostra que 49% dos paulistas fumantes afirmam ter reduzido o consumo do cigarro por conta da regra. Entre as mulheres, o índice é maior: 55% dizem ter diminuído o consumo de cigarro. A pesquisa foi feita pelo Ibope a pedido da Secretaria Estadual de Saúde.

A aprovação da lei entre os fumantes é alta, 73% estão satisfeitos. A nota média dada à lei por eles foi 9,2, próxima à concedida pelos não fumantes entrevistados, que foi de 9,5.

A lei antifumo está em vigor em São Paulo desde agosto do ano passado e proíbe o uso de cigarro e derivados de tabaco em áreas fechadas de uso coletivo, como bares e restaurantes.

A pesquisa ouviu 800 pessoas com mais de 16 anos entre 22 e 27 de julho. Destas, 91% consideram a lei boa ou ótima, 4% disseram que ela é regular, 1% classificou-a como ruim e apenas 3% como péssima. Entre os fumantes, o índice de bom e ótimo chegou a 83%.

Quando perguntados sobre a vantagem da lei, 29% dos entrevistados disseram que ela protege as pessoas da fumaça nociva do tabaco, e 25% ressaltaram que a medida melhorou a qualidade do ar em bares e restaurantes. Para 29% dos entrevistados, a legislação protege, inclusive, a saúde das pessoas que fumam.
Fonte:Destak Jornal/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)