Prêmio estimula ações de prevenção das DST/Aids, promoção da saúde sexual e saúde reprodutiva e a prevenção ao uso de drogas nas Escolas

No dia 24 de novembro, serão conhecidos os primeiros colocados da nona edição do Prêmio Escola, que premia as melhores histórias em quadrinhos de prevenção ao uso de drogas, gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis (DST) e Aids confeccionadas por alunos de escolas públicas e particulares de todo País. A cerimônia de entrega do Prêmio será realizada, em São Paulo, na escola Céu Azul da Cor do Mar (avenida Ernesto Sousa Cruz, 2171, bairro de Itaquera), de 10h às 12h.

O Prêmio Escola reconhece o trabalho de instituições de ensino que implementem programas inovadores na área de prevenção às DST e Aids, gravidez e uso de drogas, analisando o imaginário dos estudantes de escolas públicas e particulares desde a educação infantil até o ensino médio de todo o país.

Este ano, seguindo a proposta das edições anteriores, o prêmio continua com a perspectiva de analisar o imaginário e as construções sociais dos estudantes no universo das escolas públicas e privadas. A novidade da Edição 2010 é que foram incluídos os trabalhos da Educação Infantil entre as categorias premiadas, que até 2009 contemplavam somente escolas de Ensino Fundamental e de Ensino Médio.

Investindo nos jovens
Sabe-se que a escola é um excelente local para que sejam realizadas ações preventivas, pois nela as questões relacionadas com direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos, de difícil abordagem em outros contextos, podem ser mais facilmente debatidas.

O Prêmio de Incentivo à Prevenção das DST/AIDS, gravidez na adolescência e ao Uso de Drogas nas Escolas é uma iniciativa conjunta das agências das Nações Unidas no Brasil: UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), UNAIDS (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS), UNFPA (Fundo das Nações Unidas para Populações), UNICEF (Fundo das Nações Unidas para Infância) e UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes), com apoio do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação.

A UNESCO tem, desde sua criação, trabalhado pela defesa dos direitos humanos e pela manutenção de valores de solidariedade entre os povos. O UNODC promove a construção de estratégias, no campo da prevenção, voltadas para a informação e o conhecimento que permitam às pessoas, em especial aos jovens, o desenvolvimento de suas capacidades e a oportunidade de tomar decisões que favoreçam sua qualidade de vida. O UNAIDS orienta, fortalece e apoia uma ampla resposta à epidemia em todo o mundo. O UNICEF tem atuado com parceiros de todo o mundo para fomentar o reconhecimento e o respeito dos direitos humanos das crianças e adolescentes. E o Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais é um área do Ministério da Saúde, ligada à Secretaria de Vigilância em Saúde, que atua nas mais diversas áreas como prevenção, assistência, pesquisa e direitos humanos.

No Brasil o UNAIDS, a UNESCO, o UNFPA, o UNICEF e o UNODC conduzem programas em cooperação com o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde e com o Ministério da Educação que enfatizam ações educativas e de prevenção com o objetivo de transformar a realidade decorrente da epidemia, reduzindo o risco de infecção e agregando melhorias na qualidade de vida. O Prêmio é resultado desse esforço conjunto das agências do Sistema ONU.

Vencedores
EDUCAÇÃO INFANTIL
Escola: EME 1 “Ronald de Carvalho”
Professora: Maria Aparecida Albuquerque
Aluno: Luiz Fernando Cortinoves de Araujo, 5 anos
História: Sem título
Cidade: São Paulo – SP
ENSINO FUNDAMENTAL
Escola: E.E.E.F. Profª Aurora Peixoto de Azevedo
Professora: Berenice de Souza
Aluno: Driele Silveira Ferreira, 14 anos
História: Se liga! Gravidez tem hora!
Cidade: Porto Alegre – RS
Escola: Escola de Educação Básica e Profissional Fundação Bradesco – Escola de Salvador
Professora: Cristiane Forster
Aluno: Déborah dos Santos, 13 anos
História: Sem título
Cidade: Salvador – BA
Escola: Escola Estadual Profº Manuel F. Freire
Professora: Maria Barbosa Oliveira
Aluna: Ramires Catarinne dos S. P., 10 anos
História: Orientação é Tudo
Cidade: Aracajú – SE

ENSINO MÉDIO
Escola: E.E.E.F.M “Emílio Oscar Hülle”
Professora: Luciléia Gilles
Aluno: Leonir Pinco, 16 anos
História: Sem título
Cidade: Marechal Floriano – ES
Escola: E.E. Profª Maria de Oliveira Lellis Ito
Professora: Daise Albuquerque Moura
Aluno: Marcel Lopes Amorim, 17 anos
História: Tudo tem uma primeira vez
Cidade: Mairinque – SP
Escola: Escola Estadual Prefeito Pedro de Balbino
Professora: Ana Angélica Alves dos Santos
Aluno: Magno Santos de Jesus, 16 anos
História: Crack… Expulse essa Pedra
Cidade: Tomar do Geru – SE

Mais informações:
Assessoria de Comunicação UNESCO no Brasil
Ana Lúcia Guimarães – ana.guimaraes(at)unesco.org.br – (61) 2106 3536 begin_of_the_skype_highlighting (61) 2106 3536 end_of_the_skype_highlighting
Isabel de Paula – isabel.paula(at)unesco.org.br – (61) 21063538 begin_of_the_skype_highlighting (61) 21063538 end_of_the_skype_highlighting
Autor: Assessoria de Imprensa
OBID Fonte: UNODC