Taxistas pedem veto a cigarro

O Vale
Motoristas sugerem que lei que proíbe fumar em pontos de ônibus seja estendida também aos 39 abrigos de táxi da cidade.

Os taxistas de São José dos Campos querem que a nova lei que proíbe fumar nos pontos de ônibus seja estendida para os 39 pontos de táxi da cidade.

Segundo eles, que serão os principais afetados pela regra, a medida vai deixar o local mais limpo e mais atrativo para os passageiros. Eles afirmam ainda que a saúde dos não-fumantes será poupada pela medida.

O pedido dos taxistas foi feito na última semana durante reunião com o secretário de Transportes, Anderson Farias Ferreira, e com o vereador Cristiano Pinto Ferreira (PSDB), autor da lei que proibiu fumar nos pontos de ônibus.

“Temos que ficar sentindo o cheiro de outros motoristas fumando no ponto e não podemos fazer nada porque não temos nenhum mecanismo legal para isso”, afirmou o taxista Roberto Carlos Pereira, 44 anos, que trabalha no Parque Santos Dumont, na região central.

Regra. A lei que proíbe fumar em pontos de ônibus foi aprovada pela Câmara de São José no último dia 15.

A regra, que tem até o dia 13 para ser sancionada pelo prefeito Eduardo Cury (PSDB), não prevê, inicialmente, nenhum penalidade. A ideia é conscientizar os moradores e motoristas da cidade.

Pacote. A medida integra o pacote de normas implantado desde 2009 para inibir o tabagismo. A principal medida é a ‘lei anti-fumo’ que proibiu o o cigarro em todos os ambientes fechados de uso coletivo no Estado.

O taxista Rodolfo César Ribeiro, 37 anos, afirmou que, se for aprovada, a lei deverá trazer mais qualidade de vida e atrair mais passageiros.

“Estamos na avenida Andrômeda e nos comércios não se pode fumar. Então, todos os funcionários quando têm uns minutinhos de folga vêm fumar no nosso abrigo por conta da sombra ou da chuva. Fica uma fumaça e um cheiro horroroso aqui”, disse o motorista.

Saúde. Para o taxista Darci Bezerra de Andrade, 50 anos, coordenador do ponto de táxi do jardim Aquarius, zona oeste da cidade, a lei vai melhorar a questão da saúde.

“Fumar faz mal para a saúde e ficamos expostos à fumaça porque muitos fumantes vêm se proteger da chuva ou do sol e fumam no nosso abrigo”, disse Andrade.
Segundo ele, outra reclamação é quanto ao mau cheiro nos carros.

“Como os carros ficam com a porta aberta, a fumaça do cigarro acaba entrando no carro e um passageiro que não fuma pode acabar não gostando”, disse.

Câmara. O vereador Cristiano Pinto Ferreira (PSDB) disse que vai protocolar hoje o projeto de lei que prevê proibir fumar nos pontos de táxi da cidade.

Nos moldes da lei que trata sobre os pontos de ônibus, a norma deverá obrigar a instalação de adesivos que avisem aos fumantes sobre a proibição de fumar no local.
Não está prevista nenhuma penalidade para quem desrespeitar a regra.

“Nossa previsão é que a norma seja votada ainda esse ano. A lei que tratou sobre os pontos de ônibus foi muito bem aceita e como esse é um pedido dos próprios taxistas, que são quem fica no ponto, acredito que não terá nenhum problema para sua votação”, disse o vereador.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)