Guarda Municipal de Mangaratiba conscientiza alunos da rede pública sobre uso de drogas

Jornal Atual
A Guarda Municipal de Mangaratiba realizou palestras e peças teatrais de conscientização sobre o uso de drogas na adolescência em escolas públicas da cidade.

O objetivo do projeto é esclarecer e alertar os alunos sobre os males provocados pelo consumo de drogas. Essa semana, o projeto esteve nas escolas Nossa Senhora das Graças, em Muriqui, Ciep 294, na Praia do Saco e de Ibicuí.

Numa peça teatral de aproximadamente 20 minutos, doze integrantes da guarda municipal contam a história de um adolescente, que mesmo sendo criado com carinho e dedicação pelos pais, acaba entrando no mundo das drogas através das más companhias. O espetáculo mostra as fases do usuário de drogas, desde o começo, que pode ser com uma simples tragada num cigarro ou um gole de cerveja, até o consumo de maconha, crack, cocaína e o posterior ingresso na criminalidade. A peça, que mostra como é difícil se livrar deste mal, emocionou alunos e professores das escolas. O supervisor da Guarda Adelmo Teles foi o palestrante. Foi distribuída uma cartilha aos alunos sobre drogas, com seus tipos e seus efeitos.

A supervisora da Guarda Municipal, Elisabete da Silva, afirma que quando o adolescente entra no mundo das drogas, ele se distancia da família, e é aí que se torna muito mais difícil vencer a situação. “Nas rondas e nos plantões estamos identificando muitos adolescentes envolvidos com drogas. O número de jovens no município com esse problema vem crescendo muito, e é por isso que esse nosso trabalho de prevenção e conscientização é necessário e importantíssimo”, disse.

O aluno Ayson de Lima, do oitavo ano do Colégio Nossa Senhora das Graças em Muriqui, se emocionou com a peça. “Eles contaram a realidade, foi muito emocionante como eles mostraram as fases que o usuário de drogas atravessa. Acho que muitos aqui não esquecerão tão cedo o que viram”, disse. Já Thaís Fernandes diz que já conheceu pessoas que, mais tarde, se envolveram com drogas. “Conheci um garoto que chegou a roubar a própria mãe para comprar drogas. Tive colegas da minha idade que já foram até presos. Esse é um mundo que nunca quis fazer parte e saio daqui hoje com essa certeza”, conta a aluna.

O objetivo da Secretaria de Segurança é levar o espetáculo a todos os cantos do município. Para isso deixa um apelo a moradores, igrejas ou associações para que entrem em contato com a secretaria e receba informações sobre como levar o projeto para sua comunidade. “Estamos à disposição de toda e precisamos desse retorno, pois só conseguiremos resultados se todos colaborarem e se interessarem pela causa. As pessoas podem procurar a secretaria na própria prefeitura, no centro de Mangaratiba, ou ligar para o telefone 2789-3037, que será informada sobre todos os procedimentos.”, afirma Elizabete.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)