INCA apresenta resultados de ações de controle do tabaco na Reunião Anual da Iniciativa Bloomberg

O diretor-geral do INCA, Luiz antonio Santini, e o diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Agenor Álvares, representaram o Brasil na Reunião Anual da Iniciativa Bloomberg para Controle de Tabaco, dias 1º e 2, em Nova Iorque. As autoridades brasileiras apresentaram os avanços alcançados no controle de tabaco, que refletiram na significativa redução da prevalência de fumantes no país nos últimos anos. A reunião também contou com a participação da OPAS/OMS no Brasil e de delegações da China, Índia e Bangladesh.

Santini apresentou o resultado da Pesquisa de Tabagismo (PETab) conduzida pelo IBGE paralelamente à Pesquisa Nacional de Amostras Domiciliar (PNAD). A PETab foi realizada em 2008 em parceria com o Ministério da Saúde, através do INCA, Secretaria de Vigilância Sanitária, Anvisa e Fundação Oswaldo Cruz; OMS; OPAS; Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, Escola de Saúde Pública Johns Hopkins e Fundação Bloomberg.

De acordo com os resultados da PETab, o total de fumantes correspondeu a 17,2% da população acima de 15 anos. Os percentuais de fumantes foram maiores entre os homens (21,6%), entre as pessoas de 45 a 64 anos de idade (22,7%), entre os moradores da região Sul (19,0%), os que viviam na área rural (20,4%), os menos escolarizados (25,7% entre os sem instrução ou com menos de um ano de estudo) e os de menor renda (23,1%) entre os sem rendimento ou com menos de um quarto de salário mínimo).

As atividades foram acompanhadas pelo representante da OPAS no Brasil, Diego Victoria, que reafirmou o compromisso institucional de contribuir com a estruturação de políticas sanitárias sólidas, através dos termos de cooperação técnica.

O principal objetivo da reunião foi avaliar as ações empreendidas pela OPAS/OMS, instituições nacionais e organizações não-governamentais em parceria com Bloomberg Philantropies, no marco das diretrizes da Convenção-Quadro de Controle de Tabaco da Organização Mundial de Saúde – CQCT/OMS.

A Iniciativa Bloomberg para o Controle de Tabaco tem como parceiros o Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, CDC Foundation, Campaign for Tobacco Free Kids (TFK), The Union, Word Lung e Johns Hopkins University.
Fonte:INCA – Instituto Nacional de Câncer, Ministério da Saúde