Pesquisadores identificam gene associado ao alcoolismo

Terra
Cientistas americanos identificaram um gene ligado ao desejo de beber excessivamente, oferecendo uma nova esperança na luta contra o alcoolismo.

Segundo os estudiosos, a pesquisa comprova que a dependência é um problema genético, e não cultural como muitos acreditavam. As informações são do site do Daily Mail.

De acordo com o psicólogo e professor da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, Harry June, em testes foi comprovado que o desejo de beber excessivamente estava ligado ao efeito do gene, que expressa uma proteína em uma parte do cérebro conhecida como amígdala.

O pesquisador afirmou que a proteína pode ser alvo para o desenvolvimento de medicamentos para tratar da dependência do álcool. Utilizando ratos de laboratório, os cientistas descobriram que quando estimulados os receptores cerebrais da proteína, os animais perderam o interesse no álcool durante duas semanas.

“A terapia genética pode oferecer alternativas benéficas às atuais intervenções, mas a identificação dos genes-alvo é um desafio clínico”, disse o professor.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)