Estudo: barriga de chope dobra risco de morte por doença arterial

Terra
Um estudo indica que pessoas com doença arterial coronariana e que tenham excesso de gordura abdominal, mesmo que seja uma pequena “barriga de chope”, tem mais chance de morte do que pessoas que tenham gordura acumulada em outras partes do corpo.

As informações são do site Science Daily.

A “barriga de chope”, indica a pesquisa, dobra o risco de morte para as pessoas que sofrem da doença. O risco é equivalente a fumar uma carteira de cigarros por dia ou ter colesterol muito alto, em especial no caso dos homens.

Segundo a reportagem, a pesquisa – que envolveu 15.923 pessoas com doença arterial coronariana em cinco estudos diferentes em várias partes do planeta – contradiz outras pesquisas, que indicam que pessoas com alto índice de massa corporal (IMC) e que tem a doença têm maiores chances de sobrevivência do que pessoas com peso normal e que sofrem do mal.

De acordo com os cientistas, o chamado “paradoxo da obesidade” ocorre porque o IMC não seria uma boa medida da gordura corporal e, além disso, não leva em conta a distribuição de gordura no corpo. “O IMC é simplesmente a medida do peso em relação à altura. Parece ser mais importante saber como a gordura é distribuída no corpo, diz Thais Coutinho, cardiologista que participou da pesquisa.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)