Câmara contesta projeto para dependentes químicos

Sul Notícias
Atendendo convite dos vereadores , Manoel Rozeng (Maneca), presidente do Conselho Municipal Antidrogras (Comad), esteve hoje na Câmara de Criciúma discutindo o projeto em tramitação no Legislativo para implantação do Centro Regional de Referência e Estudos para Recuperação de Dependentes Químicos Infanto-Juvenil.

Durante a reunião os vereadores demonstraram sua preocupação com o Projeto do Executivo de construir a unidade no bairro São Sebastião, o fato da unidade só contemplar crianças e adolescentes e ser ambulatorial.

Há 20 anos trabalhando com prevenção às drogas Maneca garantiu que o conselho não foi consultado sobre o assunto e contestou o modelo. Segundo o presidente a verba, mais de meio milhão de emenda do deputado federal Jorge Boeira, deveria ser utilizada num projeto de um espaço para tratamento de crianças, adolescentes e adultos. “Atendimento ambulatorial para adolescentes usuários de crack não serve”, disparou.

Segundo Maneca o Comad já possui projeto de um espaço que contemplará 30 crianças e adolescentes, 30 mulheres e 30 homens adultos, por meio de internação em módulos que serão construídos em terreno doado por mineradores.

No complexo além de um centro de emergência com atendimento 24 horas, haverá um centro de tratamento, trabalho ambulatorial de rua para resgate do usuário, casas de passagem para que após o tratamento a pessoa possa reestabelecer seus vínculos com a família e trabalho, além de, prevenção nos bairros.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)