Tabagismo passivo eleva a pressão arterial, diz estudo

A Tribuna News
Um estudo demonstrou que o tabagismo passivo é capaz de produzir aumentos significativos da pressão arterial (PA).

O tabagismo passivo é definido como a inalação da fumaça de derivados do tabaco (cigarro, charuto, cigarrilhas, cachimbo, narguilé e outros que produzem fumaça) por indivíduos não fumantes, mas que convivem com fumantes em ambientes fechados.O tabagismo passivo seguramente aumenta o risco de doença cardiovascular e é um importante problema de saúde pública.

Um estudo demonstrou que o tabagismo passivo é capaz de produzir aumentos significativos da pressão arterial (PA). Um total de 10 indivíduos que não fumavam e não eram hipertensos, foram expostos em duas ocasiões, a uma câmara cujo ar apresentava partículas de derivados do tabaco. A PA destes indivíduos foi medida antes destes entrarem na câmara e novamente 1, 2, 5 e 24 horas após.

Os pesquisadores observaram aumentos significativos da PA sistólica (máxima), cerca de 8,7 mmHg e 9 mmHg, em 2 e 24 horas após à inalação da fumaça de derivados do tabaco.Os autores do estudo concluíram que o tabagismo passivo acarreta um aumento rápido e sustentado da PA sistólica em indivíduos normotensos.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)