Entidades Médicas promovem fórum sobre tabagismo no Senado

Em comemoração ao Dia Mundial sem Tabaco, as sociedades brasileiras de Pneumologia, de Cardiologia, de Oncologia Clinica e de Pediatria, o Conselho Federal de Medicina, a Associação Médica Brasileira e a Federação Nacional dos Médicos promoveram um fórum para discutir os efeitos nocivos da fumaça ambiental do tabaco para a saúde. O principal foco do debate foram os projetos de lei que regulam o ato de fumar em recintos coletivos fechados que estão em tramitação no Senado.

A organização do evento contou com o apoio do senador Cristovam Buarque, que esteve presente e assumiu o compromisso de dar encaminhamento à aprovação do Projeto de Lei 315/08 do ex-senador Tião Vianna, que busca alterar a Lei 9294 /96, tornando os ambientes fechados de uso coletivo 100% livres de fumaça de tabaco.

O diretor-geral do INCA, Luiz Antonio Santini, participou da mesa de abertura representando o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O presidente do Conselho de Curadores da Fundação do Câncer, Marcos Moraes, presidiu a mesa “Tabagismo passivo: quais são as evidências científicas?”, na qual representantes das sociedades médicas apresentaram seus posicionamentos em relação à necessidade de aprovação do projeto de lei frente às evidencias cientificas sobre os danos do tabagismo passivo específicas a sua área de atuação.

O Fórum também elaborou uma carta das Entidades Médicas que será enviada para ministros, legisladores, gestores e outras autoridades do governo, pedindo gestão para aprovar o PL 315.
Fonte:INCA – Instituto Nacional de Câncer, Ministério da Saúde