Números apontam que o álcool é a porta de entrada para drogas mais `pesadas´

Primeira Edição
Pesquisa foi divulgada ontem em evento que reuniu Secretaria da Paz, Ministério Público e Secretaria Municipal de Assistência Social

Com o objetivo de identificar o perfil dos atendidos pelas Comunidades Acolhedoras no tratamento de drogas e identificar aspectos ligados à estrutura familiar dos acolhidos, a Secretaria Especial de Promoção da Paz de Alagoas (SEPAZ), organizou e editou um relatório que aponta os números reais da realidade no estado. A apresentação se deu durante um café da manhã em um hotel, na orla da Ponta Verde, na manhã desta terça-feira, 07. O evento contou com o apoio do Ministério Público e da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

O objetivo da pesquisa é detectar as principais áreas de risco, problemas mais frequentes, camada da sociedade mais atingida com essa situação e as ações de enfrentamento que podem ser elaboradas e executadas.

O estudo foi realizado pela Federação das Comunidades Acolhedoras de Alagoas e o Centro de Cooperação Social Dom Bosco, durante cinco meses. Foram ouvidos acolhidos de 15 comunidades, com faixa etária entre os 12 e 63 anos.

Através do levantamento foi possível identificar que apenas duas instituições são destinadas ao público feminino. A pesquisa que foi realizada no período de fevereiro até o início de março, identificou que 61,8% dos acolhidos são de Maceió e que Alagoas acolhe dependentes de pelo menos oito estados diferentes do país.

Foram ouvidos 340 acolhidos, sendo que 91% do sexo masculino, 52% possuem o ensino fundamental completo (antigo primeiro grau) e 67,4% são solteiros. A relação familiar também foi avaliada e os pesquisadores identificaram que 46% têm uma renda de um a dois salários mínimos.

A pesquisa também aponta que 51% dos acolhidos começaram a usar drogas através do álcool, 47% usaram drogas pela primeira vez entre 13 e 16 anos e que 46% tiveram influências de terceiros, o que segundo a pesquisa através das “más amizades”.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)