Senador propõe novo imposto para o cigarro

Tribuna do Norte
O senador Paulo Davim (PV) confirmou que apresentará no Congresso Nacional projeto para criar um novo tributo sobre o cigarro.

“Ano passado o Brasil gastou R$ 330 milhões com doenças que são provenientes do cigarro. A nossa ideia é propor um novo imposto sobre o cigarro para dirigir recursos para saúde”, destacou o senador.

Ele confirmou que no projeto também contemplará uma fiscalização mais rigorosa para acabar com o contrabando de cigarros. Paulo Davim chamou atenção que o cigarro brasileiro tem um custo muito baixo se comparado com os outros países. Até como forma de combater é preciso aumentar o valor, fazendo um “realinhamento do preço”. O senador do PV disse que marcará uma audiência com a direção da indústria Souza Cruz. “É preciso atacar também o preço do cigarro”, ressaltou, durante entrevista ao programa Panorama Político da Rádio Globo Natal.

Paulo Davim, que está no cargo há seis meses, ressaltou que levou a preocupação da saúde e meio ambiente para o Congresso, bandeiras que ele já defendia na Assembleia Legislativa, como deputado estadual. Avaliando o trabalho no primeiro semestre no Congresso Nacional, Paulo Davim lembrou que apresentou o projeto destinando 15% do pagamento das multas de trânsito para saúde.

Além disso, os prêmios da loteria que não são requisitados também poderão ser destinados à saúde. Pelo menos essa foi a proposta do senador, que contempla com os prêmios da loteria o Programa Saúde da Família. “Ano passado foram R$ 176 milhões em prêmios das loterias que foram deixados de receber pelos ganhadores”, completou.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)