Crack agora é vendido na forma granulada em SP

Diário do Grande ABC
Em patrulhamento pelo Jaguara, na zona norte de São Paulo, policiais militares prenderam, na noite de ontem, três pessoas com sacolas contendo diversos entorpecentes, dentre eles o crack granulado, que os usuários usam junto com outras drogas.

O crack granulado é vendido em pinos, diferente do comercializado em pequenas pedras. A aparência é similar à cocaína, porém mais amarelada na cor. Ele é repassado desta forma para o usuário poder misturar com outras drogas, como maconha, ou até com tabaco, e preparar cigarros para o consumo.

De acordo com o sargento Odair Genauro, da Força Tática do 49º Batalhão da PM, os detidos foram abordados na Rua Pascoal Bini, próximo ao quilômetro 21,5 da Rodovia dos Bandeirantes. “Eles vendiam a droga na região”, contou o sargento. “Os traficantes usam celulares para se comunicar e um avisa o outro quando uma viatura se aproxima. Eles, inclusive, andam com diversos chips de telefone móvel pré-pago para dificultar a quebra do sigilo telefônico e as investigações. Mas, nesse caso, eles não conseguiram fugir e não ofereceram resistência”, relatou Genauro.

Foram apreendidos com o grupo 561 porções de maconha, 2003 pinos de cocaína, 200 potes de lança perfume e 569 pinos de crack. Com um dos presos também foram encontrados R$ 1.161 em dinheiro. Os detidos estavam sem documento e o caso foi encaminhado ao 33º Distrito Policial (DP).
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)