Ações de combate às drogas são intensificadas em Paraty

Diário do Vale
A Coordenação de Saúde Mental da secretaria de Saúde de Paraty, por meio do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), está intensificando as ações de combate ao álcool e outras drogas.

Na semana passada, por exemplo, entidades, instituições e sociedade civil, realizaram o sexto encontro da Rede Intersetorial do município, com o objetivo de adotar como medida emergencial o combate ao uso de álcool e de outras drogas entre jovens e adolescentes.

O grupo discutiu estratégias e prioridades para prevenir a expansão do acesso às drogas, além de sugerir iniciativas para tratar aqueles que já estão inseridos nesse âmbito. Em uma das reuniões, foi questionada uma reformulação para o tradicional Festival da Cachaça de Paraty.

– Convidamos os representantes da Associação de Produtores e Amigos da Cachaça de Paraty (Apacap), mas, por conta de agenda, não foi possível a presença – informou a psicóloga e Coordenadora do Programa de Saúde Mental, Eline Mutti Magalhães Fontes.

Segundo ela, mesmo sem a participação do representante da Apacap, o grupo discutiu e apontou algumas sugestões emergenciais como, por exemplo: realização de evento fechado; toque de recolher; criação de espaço cultural; maior repressão e fiscalização; e punição aos pais ou responsáveis. Os assuntos serão levados até os membros da Associação.

– Vamos agendar com os membros da Apacap e explicar o que foi definido na última reunião do grupo. O objetivo principal é definir metas para evitar o uso abusivo de bebidas alcoólicas entre os jovens nos eventos realizados na cidade histórica – ressaltou a psicóloga.

Com relação ao consumo abusivo de álcool e drogas entre jovens e adolescentes, Eline destacou a importância de unir forças para evitar que o problema alcance uma proporção ainda maior, mesmo sabendo que a cidade vive uma triste realidade.

– A ação conjunta é primordial. Agora, o grupo sugeriu a participação das igrejas. A ideia é atrelar laços da rede para que o problema seja combatido – disse Eline.

O grupo também decidiu acelerar o trabalho e, por conta disso, ficou definido ações emergenciais como palestras nas escolas públicas, ainda este ano. A iniciativa atenderá alunos, pais e responsáveis. Na ocasião, foi sugerida ainda a captação de recursos, não somente do Poder Público, mas também das empresas privadas para a execução de projetos envolvendo jovens do município.

O próximo encontro da Rede Intersetorial está marcado para o dia 8 de novembro, a partir das 13h30min, no Caps, localizado na Rua Manoel Torres, nº 23, Parque Imperial.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)