Londrina: Câmara derruba veto e amplia restrições da lei anti-fumo

A Câmara de Vereadores de Londrina derrubou na tarde desta quinta-feira (27) o veto do prefeito Barbosa Neto (PDT) à lei que amplia as restrições das áreas onde é permitido fumar na cidade. Foram 11 votos pela derrubada do veto, três para mantê-lo e uma abstenção. Eram necessários no mínimo dez votos para derrubar o veto. Com a decisão, além de bares, restaurantes e casas noturnas, o cigarro fica banido em áreas destinadas à prática esportiva ou de lazer e em parques infantis.

“Os vereadores mostraram que estão coerentes com o que vem acontecendo na política nacional e internacional [com relação ao fumo] “, disse o vereador Márcio Almeida (PSDB), um dos autores do projeto que ampliou as restrições ao cigarro em Londrina. No entendimento dele, não há limitação à liberdade. “Querem nos fazer crer que fumar é um prazer, mas na verdade é uma dependência química”, declarou.

Já o presidente da Associação Brasileira dos Bares e Casas Noturnas (Abrabar), Fábio Aguayo, classificou a ampliação da lei anti-fumo como “demagógica, hipócrita” e disse que ela “trata o cidadão de forma discriminatória”. Aguayo criticou os vereadores, dizendo que existem questões mais relevantes para discutir no Legislativo “em vez de fazer leis inconstitucionais”. A Abrabar deve entrar com uma ação judicial assim que a lei for promulgada no Jornal Oficial. (Fonte: Jornal de Londrina)
Fonte:INCA – Instituto Nacional de Câncer, Ministério da Saúde