Senad vai promover leilão de bens apreendidos de traficantes

Segundo o ministério, a estimativa é que, apenas pelos lances mínimos, sejam arrecadados cerca de R$ 1,5 milhão, que serão destinados ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad).

O leilão ocorrerá em Colombo, no interior do Paraná, e colocará à venda 223 veículos, oito aeronaves, joias e semijoias, além de quatro imóveis, que pela primeira vez fazem parte do leilão. Os imóveis estão localizados no estado, mas os demais bens também foram apreendidos em outras partes do país.

Apesar do grande número de bens que vão a leilão, alguns foram apreendidos há vários anos e já foram degradados pelo tempo, o que explica em parte o valor relativamente baixo de R$ 1,5 milhão.

A Senad não tem o número exato de traficantes condenados, uma vez que alguns processos envolvem vários réus e vários bens. No entanto, informa que mais de 100 acusados tiveram seus bens apreendidos para o leilão.

Até hoje, o maior leilão já realizado ocorreu em agosto de 2010, em Curitiba, também no Paraná. Na ocasião, foram vendidos 212 veículos e arrecadados R$ 1,236 milhão.

Os recursos do Funad provêm dos bens de condenados por produção e tráfico de drogas, após condenação transitada em julgado, ou seja, definitiva. Os recursos são destinados a ações, programas e atividades envolvendo repressão, prevenção, tratamento, recuperação e reinserção social de dependentes de drogas.

O leilão do dia 13 está programado para as 10h.
Autor: André de Souza
OBID Fonte: O Globo