Perfi l dos usuários de crack que buscam atendimento em Centros de Atenção Psicossocial

O artigo descreve o perfil de 95 usuários de crack acolhidos em três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da Região Metropolitana de Porto Alegre, no Sul do Brasil, entre agosto de 2009 e março de 2010. Todos os usuários de crack que buscaram atendimento no período foram entrevistados. Utilizou-se questionários desenvolvidos pela equipe, mais o Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) e inventários de critérios de dependência e abuso (SAMHSA). Houve predomínio de pacientes homens, adultos jovens, com escolaridade fundamental, sem ocupação regular, mas com renda individual informada, em uso frequente e pesado há mais de um ano, e a maioria preenchia critérios para dependência e abuso do crack e tinha escores elevados de SRQ-20. Os resultados evidenciam que os CAPS são buscados por usuários de crack em sofrimento, que deve ser valorizado, mas também a existência de algum tipo de seleção na oferta destes serviços, caracterizada pelas especificidades de renda, escolaridade e grupo primário de apoio aos entrevistados.
Cocaína Crack; Usuários de Drogas; Serviços de Saúde Mental.

Colaboradores
R. L. Horta elaborou o projeto original, coordenou a coleta e análise de dados e a redação da versão final do artigo. B. L. Horta participou da análise de dados e da redação da versão final. A. P. Rosset participou da coleta de dados, realizou a análise e contribuiu na redação da versão final. C. L. Horta fez a revisão da literatura e participou da redação final do artigo

Leia o artigo completo aqui
Fonte:UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas