Fumo aumenta risco de câncer de pele em mulheres, diz estudo

Terra
Se você, mulher, é fumante e ainda procura alguma razão para parar, considere este novo estudo, realizado pela Universidade do Sul da Flórida e publicado no periódico Cancer Causes Control.

De acordo com o jornal USA Today, a pesquisa mostrou que existe uma estreita ligação entre o tabaco e o aparecimento do câncer de pele em mulheres.

Entre os dados colhidos, o estudo mostrou que mulheres que fumaram nos últimos vinte anos estavam mais propensas a sofrer de carcinoma espinocelular (um tipo de câncer que acomete as células da camada superior da derme), uma forma de câncer de pele menos agressiva que o melanoma. Entre os homens, essa chance existia, mas em proporções menores.

O estudo contou com cerca de 383 participantes, entre homens e mulheres, todos brancos – grupo que mais apresenta riscos para desenvolver a doença. Embora menos agressivo, o carcinoma espinocelular pode se espalhar para outros órgãos caso não seja tratado adequadamente.

Embora ainda não saibam qual é a ligação, os cientistas ficaram contentes em adicionar mais um estudo ao combate ao fumo no mundo. Os tipos de câncer de pele não-melanoma são os mais comuns nos Estados Unidos, onde cerca de dois milhões de casos são tratados anualmente, de acordo com dados oficiais do governo americano.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)