Apreensões de maconha crescem 21,7% em 2011

Diário de Marília
No geral o aumento de apreensões de entorpecentes foi 1,7% maior

Em 2011 a Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal (PF) registraram 1,07% mais apreensões de drogas em relação ao ano de 2010. No total foram apreendidos entre maconha, cocaína e craque 2.402 quilos. Já em 2010 foram apreendidos 2.377 quilos de entorpecentes.

As apreensões de maconha estão no topo com 2.157 quilos. No ano passado foram totalizados 1.7 quilos, um aumento de 21%.

Durante as ações policiais em 2011 também foram apreendidos 118,771 quilos de cocaína e 74,527 quilos de crack.

“Por meio de investigações conseguimos fazer diversas apreensões. Algumas dessas investigações levam uma semana outras ultrapassam a marca de dois anos dependendo do caso”, ressaltou o delegado da seccional, Wilson Carlos Frasão.

O delegado destaca ainda que a Polícia Civil tem como prioridade o combate ao tráfico que outros tipos de criminalidade também diminuam. Todos os policiais civis de Marília passam por cursos de aprimoramento com frequência. “A DISE daqui é uma das mais ativas do interior. Hoje os chefes das maiores quadrilhas de traficantes da cidade estão presos graças ao trabalho da delegacia”, disse.

A PRF também faz o trabalho de investigação. “Por meio de informações integradas com outras delegacias conseguimos fazer as apreensões. A Polícia Rodoviária Federal conta ainda com Equipe de Operações Especiais, responsável por realizar trabalhos como esses”, explicou o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Luís Henrique Lourenço.

Já o delegado da Polícia Federal, José Navas Júnior explica que as apreensões são feitas através de denúncias anônimas. “Além das denúncias anônimas também fazemos barreira policial”, ressaltou Navas. O delegado destaca ainda que o trabalho em conjunto com a PM, PRF e Polícia Civil também favorece.

Os interessados em colaborar com o trabalho da PF poderão fazer denúncia por meio do telefone 3303-3000 ou pelo endereço eletrônico denuncia.dpf.gov.br.

Três operações são destaque no ano

Em 2011 três grandes apreensões respondem por quase metade do total de entorpecentes recolhidos do ano.

Na noite de 14 de fevereiro foram apreendidos 102 quilos de maconha pela Polícia Civil. Uma denúncia anônima informou que a droga em poder de eletricista de 47 anos seria transportada da zona sul para a zona norte. Ele foi preso.

Em setembro no dia 1º a Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) realizou a maior apreensão da sua história. Investigação de oito meses culminou com a prisão de quatro pessoas, apreensão de mais de 400 quilos de drogas, dez armas e munições. Tudo estava escondido em latões de 200 litros enterrados em quintal.

Já Polícia Rodoviária Estadual fez a sua maior apreensão do ano, quando 490 quilos de maconha e 10 quilos de crack foram encontrados em dois tanques de combustível de caminhão. Motorista de 58 anos disse que receberia R$ 500 para levar o veículo até São Paulo e alegou desconhecer a existência da droga. Ele foi preso.
Fonte:UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas