Pele linda é fácil sem cigarro

Terra
Saiba como o fumo causa danos à beleza e à saúde da pele

Quem pensa que o cigarro causa “apenas” câncer de pulmão e aumenta os riscos de desenvolvimento de outras doenças cancerígenas, respiratórias e cardíacas, está enganado. Infelizmente, a pele também sofre com a má influência exercida pelo cigarro que, pouco a pouco, agride, resseca, enruga e muda a cor da pele.

“O cigarro é ruim para todo o corpo, inclusive para a pele, que sofre com a atuação da nicotina ao longo dos anos. Pessoas que fumam acabam envelhecendo mais rápido porque o cigarro, além de deixar a pele com um aspecto feio, amarelado e ressecado, causa rugas em todo o rosto, principalmente ao redor dos lábios, com aquelas marquinhas popularmente conhecidas como ‘códigos de barra’”, alerta Vânia Carolina Piccinni Silva, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Ação do cigarro na pele
O cigarro causa uma compressão nos vasos da pele, fazendo com que haja um menor fluxo de sangue e, consequentemente, uma menor produção de colágeno e elastina, substâncias que “sustentam” a pele. Por isso, fumantes sofrem mais com as rugas e a flacidez do que não fumantes.

Pele de fumantes jovens
As alterações na pele provocadas pela nicotina acontecem, inclusive, com os fumantes mais jovens, que podem apresentar rugas superficiais. “Os malefícios causados pelo cigarro na pele não têm idade para aparecer. A pele dos fumantes jovens sofre desde cedo com a influência do cigarro porque a nicotina vai impregnando na pele e no organismo, conforme a pessoa vai fumando. Não tem jeito”, esclarece a Dra. Vânia Carolina.

Cigarro e câncer de pele
Fumar também pode aumentar o risco de desenvolvimento de tipos de câncer de pele, principalmente o carcinoma espinocelular (tumor maligno da pele) que, além de ser mais comum, é mais agressivo no grupo dos fumantes.

Pare de fumar
Os impactos causados pelo cigarro na pele são mais um motivo para que os fumantes larguem de vez o vício. Mas, como sabemos que esta tarefa está longe de ser algo fácil, separamos para você dez dicas importantes que lhe darão força para seguir na disputa contra o tabagismo. Confira:

– Escolha uma data para ser o seu primeiro dia sem cigarro. Este dia não precisa ser um dia de sofrimento. Faça dele uma ocasião especial.
– Livre-se dos objetos de fumante, como carteiras de cigarro, isqueiros e cinzeiros;
– Fuja da rotina e do estresse;
– Beba bastante água;
– Evite bebidas alcoólicas;
– Procure comer alimentos mais leves;
– Para combater a ansiedade, pratique atividade física;
– Quando tiver vontade de fumar, masque um pedaço de gengibre;
– Escove os dentes imediatamente após as refeições para reduzir a vontade de fumar;
– Distraia-se, saindo com os amigos. Ao se manter ocupado, você não pensará em fumar.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)