SP quer abrir dez abrigos para dependentes de crack

Veja
A Prefeitura de São Paulo promete abrir até março dez abrigos, com cem vagas no total, para dependentes de crack.

As residências terapêuticas servirão como moradia para dependentes no fim do tratamento. O Ministério da Saúde começou ontem a liberar a verba mensal, acordada em dezembro, do Plano Nacional de Combate à Droga. Serão R$ 6,4 milhões neste ano, segundo o ministro Alexandre Padilha. O dinheiro será usado na expansão das vagas.

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) para dependentes de álcool e drogas serão monitorados. Nas regiões com mais demanda, a Prefeitura terá de usar o dinheiro para garantir funcionamento ininterrupto. O investimento federal vai bancar também 16 equipes de saúde que buscam dependentes nas ruas.
Agência Estado – Uma empresa do Grupo Estado
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)