Álcool: principal causa de suspensão de CNHs

Clicatribuna
Segundo a Delegacia Regional de Trânsito de Criciúma (6ª DRT), 598 carteiras nacionais de habilitação (CNHs) foram suspensas em 2011 em Criciúma.

“Mais de 60% (359) delas são de motoristas que dirigem embriagados”, explica o delegado regional, Jorge Koch. “Nesses casos, a suspensão é imediata (independente do número de pontos no prontuário), e por um ano”, ressalta.

Segundo Koch, a maioria das suspensões de carteiras por alcoolismo ocorre após acidentes. “Mesmo que o culpado não seja o motorista alcoolizado, o teste também é feito nele. Se ele não quer fazer o bafômetro, a Polícia Militar faz um auto de constatação de embriaguez, com o qual já é possível dar início a um processo administrativo para a suspensão”, explica o delegado.

Proporcionalmente, o número de carteiras suspensas em Criciúma é superior ao de outras grandes cidades catarinenses, como Florianópolis, Joinville, São José, Jaraguá do Sul e Lages. A 6ª DRT ainda não tem o número de CNHs suspensas no início de 2012.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)