RS é o Estado com mais mortes causadas pelo fumo

Bem estar
Das quatro substâncias psicotrópicas contabilizadas, o álcool causa mais de 80% das mortes

Um estudo técnico divulgado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) aponta que o Rio Grande do Sul é o Estado com mais mortes causadas pelo fumo, em proporção à sua população.
Os dados, extraídos do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), contabilizam mortes causadas pelo uso de substâncias psicotrópicas no Brasil, de 2006 a 2010, com índices segmentados por álcool, fumo, substâncias psicoativas e cocaína. O documento que alimenta o sistema é a declaração de óbito, preenchida pelo médico.

O objetivo da publicação do estudo, conforme a CNM, é subsidiar os municípios com informações confiáveis e atualizadas para estimular os gestores municipais a criarem políticas públicas adequadas à realidade local.

De 2006 a 2010, mais de 40 mil pessoas morreram no Brasil, em decorrência do uso de substâncias psicotrópicas lícitas e ilícitas, sendo 84,9% delas devido ao consumo de álcool e 11,3% pelo fumo. O cálculo das taxas brutas de mortalidade para cada mil habitantes coloca o Rio Grande do Sul no topo do ranking da mortalidade por fumo, com taxa de 0,036 mortes para cada mil habitantes.

Dos 50 municípios com as maiores taxas de mortalidade bruta pelo fumo, 17 são gaúchos: Caseiros, Coronel Pilar, Engenho, Gentil, Ibiçá, Itapuca, Itatiba do Sul, Linha Nova, Maximiliano de Almeida, Mormaço, Paim Filho, Poço das Antas, Porto Vera Cruz, São João da Urtiga, São Valério do Sul, Vanini e Vila Maria.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)