Por contrato, governo não pode vetar bebida alcoólica em estádio da Copa

Folha de São Paulo
A recente celeuma em torno da liberação de bebida alcoólica nos estádios da Copa-2014 pode ser parcialmente em vão.

Segundo contrato de realização do Mundial, o governo brasileiro não terá poder de veto sobre o assunto, poderá apenas dialogar com a Fifa e o COL (Comitê Organizador Local), os únicos que podem tomar tal decisão.

A informação está na coluna Painel FC, assinada por Eduardo Ohata e Bernardo Itri, publicada nesta segunda-feira. A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

Ainda segundo a coluna, Fifa e COL, caso julguem necessário, podem decidir não vender cerveja nos estádios. A norma está nos contratos dos últimos eventos organizados pela Fifa. Esteve inclusive no acordo da Copa-2010, na África do Sul, mas não foi utilizada.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)