Fabricantes terão 3 meses para mudar número do Disque Saúde em cigarros

Folha de São Paulo
Nova resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) dá prazo de três meses para fabricantes de cigarro alterarem o número do Disque Saúde nas embalagens dos maços.

A decisão foi publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.

A obrigatoriedade de dar destaque à informação já estava em vigor desde 2001, no entanto, o telefone do Ministério da Saúde foi recentemente alterado para o ” 136″ e, por isso, as empresas também terão de se adequar.

Os produtos derivados do tabaco que tiverem o número antigo do Disque Saúde poderão continuar no mercado por até seis meses.

Depois desse prazo, será obrigatório retirar de circulação aqueles itens que estiverem com a informação desatualizada, sob pena das empresas fabricantes levarem advertências ou multa, que varia de R$ 1,500 a R$ 1,5 milhão.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)