Campanha contra o crack é lançada hoje

A Tribuna
Buscando a prevenção para evitar o alastramento de usuários de crack, a Subsecretaria de Política Pública Sobre Drogas de Içara, lança nesta sexta-feira a campanha “Crack, Não Experimente”.

O primeiro evento será realizado às 8h15min com promotores e juízes do município. Já às 15h, o vice-governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, o secretário do Estado de Saúde, Dalmo de Oliveira o subsecretário Acélio Casagrande, entre outros representantes da classe política estarão presentes para o ato público.

Criada desde dezembro do ano passado, a Subsecretaria, conta com uma equipe de sete profissionais, entre enfermeiros, professores e psicólogos sobre a direção do padre Eloir Borges. O espaço funciona ao lado da Vigilância Epidemiológica, oferecendo todo aparato de equipamentos no setor da saúde. Segundo o pároco, um levantamento está sendo realizado por uma equipe de assistentes sociais que vão diretamente às casas, indagar sobre uma possível existência de algum morador que seja dependente.

Média de 100 pessoas em tratamento

“O que é observado é que muitos têm ou medo, ou vergonha de contar se há quem realmente seja um dependente, porém mesmo não tendo estatísticas, o alto número de usuários é nítido. Somente no município são cinco casas de acolhimento com uma média de 100 pessoas em tratamento”, contabiliza Borges.

O crack, segundo ele, é um problema de educação e de saúde, e são justamente nesses setores em que deve ser tratado. “Não estamos atuando na repressão, mas sim na prevenção desta droga que é considerada uma epidemia mundial. Eles são pessoas doentes e precisam de tratamento. Os portadores do vírus HIV, por exemplo, em média 40% morreram por decorrência no agravamento do crack no último ano”, revelou.

A campanha, conforme o padre, pretende conscientizar toda a sociedade. Parte do comércio já aderiu com cartazes nas paredes e folders colocados em sacolas plásticas. O material de divulgação, que também inclui adesivos, já foi todo entregue se será ainda mais produzido para atender a demanda.

Trabalho em escolas e empresas

“O problema deve ser encarado pela população em geral, pois a atinge, direta e indiretamente a todos. Sempre buscando a prevenção 400 professores, de todas as redes de ensino de Içara, receberam um curso para tratar deste tema. Também nas empresas, o trabalho está sendo desenvolvido, já que alguns empresários se queixaram que há funcionários decaindo no desempenho por conta do vício”, conta.

A secretaria foi a segunda dos pais a ser criada em todo o pais. A primeira foi em Curitiba (PR), e a mais recente fica em Belo Horizonte (MG). O contato da secretaria pode ser realizado pelo número (48) 3443-7252. O local fica situado na Rua Ipiranga, Edifício Cesário 2, sala 4, em Içara.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)