Especialista russo quer maior rigor com os traficantes

Crimes relacionados ao narcotráfico duplicou na Rússia
Diário da Rússia
O Chefe do Serviço Federal Antidrogas da Rússia, Viktor Ivanov, propôs ao parlamento a elaboração de leis mais rigorosas contra os traficantes de drogas. Ele afirmou que o país vive uma situação altamente dramática. Apesar da forte repressão policial, existem hoje 2,5 milhões de dependentes químicos em todo o território russo. O índice de crimes relacionados ao narcotráfico duplicou em todo o país.

Para Viktor Ivanov, a Rússia e o direito internacional precisam de leis que sejam implacáveis com os traficantes. Com a adoção do rigor legal e condenando os traficantes a penas severas, o combate ao tráfico de drogas poderá ter o nível de eficácia desejado pelas autoridades.

A propagação de novos narcóticos sintéticos no território da Rússia, dissimulados como artigos de amplo consumo, segundo Viktor Ivanov, é uma nova tendência que ameaça a saúde e vida da sociedade. De acordo com o Chefe do Serviço Antidrogas, só em 2011, o mundo conheceu cerca de quarenta novos tipos de drogas.
Fonte:UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas