IV Coordenação Regional de Saúde implanta grupo de apoio para dependência

180 Graus
Ideia surgiu em função da necessidade de dar apoio aos servidores que sofrem com problemas.

A IV Coordenação Regional de Saúde firmou uma parceria com a Agespisa com o objetivo de melhorar a qualidade de vida de seus profissionais e ajudar na implantação do grupo de apoio aos servidores com dependência química do álcool.

O projeto que trabalha com o controle da dependência de álcool e outras drogas foi implantado há 20 anos na Agespisa e tem ajudado a resgatar a dignidade e a qualidade de vida de muitas pessoas que enfrentaram problemas financeiros e de saúde em decorrência do vício. Atualmente, o programa registra um índice de recuperação de 70% dos empregados participantes.

De acordo com Vinícius Oliveira, coordenador da IV Regional de Saúde, a idéia surgiu em função da necessidade de dar apoio aos servidores que sofrem com problemas relacionados à dependência química, responsável, entre outros, por ausência e licenças médicas. “Esse cenário foi discutido por nós profissionais da saúde, na busca de uma estratégia para apoio aos trabalhadores com problema com o álcool, acreditamos que a partir do momento em que acontecer a sensibilização dos usuários, para a busca de tratamento, conquistaremos a adesões para a formação de um grupo de apoio e reabilitação no espaço de trabalho”, afirma.

Na IV Regional as atividades vão ser desenvolvidas com apoio de assistentes sociais e psicólogos. “Estamos preparados para desenvolver mais uma ação, sabemos que o alcoolismo não afeta apenas a vida pessoal do usuário e da sua família, os sinais de que algo vai mal também começam a aparecer no cotidiano de trabalho, interferindo na vida profissional”, afirma Vinicíus.

O coordenador acrescentou ainda que a equipe está se mobilizando no sentido de ficar atento aos indícios. “Vamos desenvolver vários tipos de atividades e entraremos em ação sempre que identificarmos algum funcionário que precise de ajuda. A partir do histórico, do comportamento, é possível identificar que algo não vai bem. Procuraremos aquela pessoa, para tentar convencê-l a buscar apoio e participar do nosso grupo”, esclarece .

O trabalho tem como base a atuação do Grupo de Recuperação da Agespisa (GRA) e segue a filosofia dos Alcoólicos Anônimos (AA), as reuniões acontecerão uma vez por semana onde os participantes trocam experiências e apóiam uns aos outros. Nos encontros, também serão discutidos conceitos de dependência química e qualidade de vida, dentre outros temas de interesse, assim como serão realizadas dinâmicas de grupo e atividades terapêuticas com o psicólogo.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)