Pais fumantes podem passar ´DNA canceroso` para os filhos, diz estudo

R7
Esperma de fumantes pode conceber crianças com risco de leucemia.

Pais que fumam podem passar genes danificado para seus filhos, o que aumenta o risco de câncer, revelou a pesquisa da Universidade de Bradford, no Reino Unido.

O estudo descobriu que o tabagismo prejudica o DNA do pai fumante, o que aumenta o risco de câncer na infância (particularmente a leucemia) das crianças que eles vieram a gerar.

Pelo fato de uma célula de esperma fértil levar três meses para se desenvolver plenamente, os homens devem deixar o hábito de fumar 12 semanas antes da concepção para evitar este risco, explicou a pesquisadora Dra. Diana Anderson. Ela acrescenta:

— Pais que fumam no momento próximo à concepção podem levar suas alterações genéticas aos seus filhos. Estas alterações, por sua vez, podem elevar o risco de desenvolvimento de câncer.

Enquanto isso, cientistas da Universidade de Glasgow também descobriram que homens que bebem muito de chá são muito mais propensos a desenvolver câncer de próstata.

Eles descobriram que aqueles que bebiam sete ou mais xícaras por dia tinham um risco 50 % mais elevado de contrair a doença do que os homens que bebiam três ou menos doses.

O aviso saiu depois que os pesquisadores analisaram a saúde de mais de 6.000 homens durante quatro décadas.

As descobertas são contrárias à pesquisa anterior, que havia sugerido que beber chá reduz o risco de câncer, bem como doenças cardíacas, diabetes e doença de Parkinson.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)