Blitz orienta sobre álcool no trânsito

Diário da Amazônia
Na sexta-feira foi realizada na avenida Porto Velho em Cacoal uma blitz educativa de orientação sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool – conforme a lei seca de 2008.

Os agentes que fazem o trabalho de orientação e educação para o trânsito, executado pela Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran), distribuíram panfletos sobre as normas previstas em lei e orientaram motoristas.

De acordo com o agente de trânsito, Anderson Ávilla, os riscos de dirigir sob efeito de álcool, mesmo que seja pouca quantidade, são altos. “A orientação aqui é que o motorista jamais ingira álcool, se ele for dirigir que não beba”, disse. Segundo ele a bebida alcoólica diminui muito os reflexos, e como os acidentes ocorrem comumente em questão de segundos o risco aumenta signitivamente.

A partir deste ano a Polícia Militar, o Detran e agentes de trânsito do município intensificaram a fiscalização de trânsito, com uso de bafômetro. Na última semana foi feito um flagrante de um motorista dirigindo embriagado, o veículo foi apreendido e uma multa no valor de R$ 950 foi aplicada. Alei prevê ainda a perda de sete pontos na carteira, e é considerada infração gravíssima. Ainda de acordo com o agente, as blitz educativas visam aconscientização sobre a valorização da vida. “Vamos evitar isso daí pra que outras pessoas não sofram consequências de uma pessoa que bebe e sai dirigindo”,alertou.

NÚMEROS

O aumento do número de acidentes no município é considerável, principalmente envolvendo pessoas que fizeram uso de bebida alcoólica. Segundo dados divulgados pela Secretaria de Trânsito referentes a 2011 houve 31 mortes no trânsito ao longo do ano passado. Nas últimas duas semanas duas pessoas também perderam a vida em acidentes de trânsito – um na rodovia e outro na marginal da BR-364 em Cacoal. Na grande maioria dos casos de óbito no ano passado o condutor do veículo havia ingerido álcool, e a maioria dos acidentes fatais ocorreram em rodovias próximas a Cacoal, em finais de semana, tipicamente finais de festa em balneários e sítios. Além disso o aumento da frota de veículos no município também é considerável. Segundo levantamento da Semtran feito em janeiro deste ano o aumento médio da frota é de 8% ao mês, o que significa em média de 280 a 300 carros e motos vendidos todos os meses.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)