Consumo de bebidas alcoólicas pode afetar metabolismo do tecido ósseo

Diário de Pernambuco
Uma pesquisa mineira divulgada na revista científica da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot) mostra que o consumo de bebida alcoólica, mesmo em pequena quantidade, provoca fragilidade nos ossos, o tecido mais resistente do corpo humano.

De acordo com o estudo realizado por alunos de enfermagem da Universidade de Alfenas (Unifenas), em Minas Gerais, um indivíduo alcoólatra tem de 60% a 70% de chances a mais de quebrar um osso do que uma pessoa que não bebe. O trabalho também demonstra que, depois de uma cirurgia ortopédica ou de implante dentário, o hábito de ingerir bebidas alcoólicas prejudica a recuperação, tornando-a muito mais lenta. E nunca perfeita.

Os testes foram feitos com 15 ratos divididos em três grupos. O de controle só bebeu água. Aos demais os pesquisadores ministraram progressivamente dosagens de álcool etílico, como se fosse um caso de alcoolismo crônico. Nas primeiras duas semanas da experiência, a dieta líquida variou de 5% a 10% de etanol, chegando a 15% na terceira semana. A diferença entre os grupos é que o primeiro continuou com essa dosagem até a 13ª semana, enquanto o segundo iniciou uma desadaptação gradativa do álcool de 10% e 5%, até terminar o procedimento bebendo só água.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)