Fumar durante a gestação pode gerar quadros de obesidade infantil e juvenil

A Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) alerta que fumar durante a gestação pode se relacionar a quadros de obesidade infantil e juvenil.

Segundo especialistas da entidade, o fumo na gravidez propicia o nascimento de bebês abaixo do peso com genoma programado para contínua retenção de alimentos e nutrientes e consequente, pré-disposição para um futuro quadro de obesidade.

Quando a mulher grávida fuma afeta a fisiologia da placenta interferindo na oxigenação e fornecimento de nutrientes ao feto. Esse menor aporte de nutrientes causa um efeito denominado programming. Isto é, o genoma da criança se adapta à contínua situação de escassez de alimentos.

Diante de um cenário de alimentação normal, o corpo da criança tende a reter calorias e nutrientes para uma possível recorrência de um quadro de restrição alimentar pré dispondo a criança à obesidade.
Autor:
OBID Fonte: Agência Estado