SENAD Capacita Policiais para Prevenção e Enfrentamento ao Crack

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça (SENAD) realiza nesta semana no Rio de Janeiro (RJ) mais uma capacitação de operadores da segurança pública para atuarem nas ações preventivas e de enfrentamento ao crack e outras drogas.

O curso “Crack, Álcool e outras drogas: Ação integrada entre as redes de Segurança Pública, Saúde e Assistência Social” acontece nos dias 9 e 10 de agosto e terá como público alvo policias civis, militares e guardas municipais do Rio de Janeiro. O treinamento faz parte do Programa “Crack, é possível vencer”.

Ao longo do mês de julho, o mesmo curso foi ministrado em Vitória (ES), Salvador (BA), Brasília (DF) e Porto Alegre (RS), sendo formados mais de 400 operadores de segurança pública. Em todos estes locais foi realizada uma prévia articulação com as Secretarias de Segurança, com o objetivo de mobilizar aqueles servidores que trabalham diretamente com tema.

Para o desenvolvimento do curso, a SENAD teve a cooperação do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Álcool e outras drogas do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tal parceria possibilitou a criação de um material com conteúdo que abordou os diferentes tipos de drogas, os efeitos no organismo, políticas de prevenção e a ação do Poder Judiciário, além de discutir a ação policial na abordagem do usuário de drogas.

A intenção é que mais cursos sejam oferecidos para servidores da área de segurança pública dentro do Programa “Crack, É possível vencer”, através de treinamentos presenciais e cursos à distância. Além destes, o programa já atua na capacitação de operadores do Direito que trabalham na execução da Lei de Drogas e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), como profissionais da saúde e assistência social, educadores, lideranças religiosas e comunitárias.

O programa Crack, é Possível Vencer prevê, no total, R$ 4 bilhões em recursos federais e conta com ações dos ministérios da Justiça, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.
Autor:
OBID Fonte: Assessoria de Comunicação do MJ