Austrália mantém venda de cigarros com alertas maiores e sem marca

A Justiça australiana considerou sem fundamento nesta quarta-feira a ação movida por Philip Morris, British American Tobacco, Japan Tobacco International e Imperial Tabacco contra a lei que limita a venda de cigarros a maços sem logotipos e marcas.

Com a decisão, a partir de 1º de dezembro os cigarros distribuídos na Austrália serão vendidos apenas em maços com desenho e forma idênticos para todas as marcas, sem logotipos.

“É uma vitória para todas as famílias que perderam alguém por doenças relacionadas ao cigarro”, comemorou a ministra da Justiça, Nicola Roxon. “Isto é um giro para o controle do cigarro no mundo. Os governos do mundo inteiro acompanham o que ocorre sobre este tema na Austrália e alguns poderão seguir nossos passos”.

A ministra Roxon citou Canadá, Nova Zelândia e vários países da União Europeia. Os maços terão uma cor verde escura e trarão as advertências habituais ocupando cerca de 85% da emabalagem. A marca e o nome do fabricante serão impressos com caracteres padrão.

Os produtores argumentam que a lei viola o direito de propriedade intelectual e que a decisão facilitará a falsificação. A decisão foi adotada pela Alta Corte de Sydney e não cabe apelação.
Autor:
OBID Fonte: Terra Notícias