Atendimento a usuário de drogas cresce no DF

O número de atendimentos a usuários de drogas na rede pública de saúde do Distrito Federal aumentou 77,6% entre setembro de 2011 e agosto de 2012 em comparação com o mesmo período entre 2010 e 2011.

De acordo com o diretor de Saúde Mental do DF, Augusto César Costa, foram 89,2 mil atendimentos nos últimos 12 meses. Entre setembro de 2010 e agosto de 2011 foram realizados 50,2 mil atendimentos.

Os números foram apresentados no Relatório Anual do Comitê de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. “Esse aumento nos atendimentos se deve à implementação do plano de enfrentamento às drogas, à abertura de dois novos Centros de Assistência Psicossocial e à mobilização da sociedade no combate às drogas”, disse Costa.

Durante a cerimônia de divulgação do relatório, o governo também apresentou a terceira fase do Plano Distrital de Enfrentamento às Drogas, que será baseada em parceria com postos de combustível que participarão da divulgação da campanha educativa . Na primeira etapa, o plano teve como foco a conscientização de jovens e, na segunda, a de famílias.

O secretário de Justiça, Alírio Neto, informou que serão distribuídos dois milhões de folhetos informativos em postos de todo o DF com material educativo de combate ao consumo de drogas. “Este é um programa com resultado de médio e longo prazo, não imediato”, disse
Neto.

Segundo o secretário, desde o lançamento do plano, cerca de 300 mil estudantes das redes pública e privada participaram de atividades promovidas pelo governo sobre o combate ao uso de drogas.

Desde setembro de 2011, dois novos Centros de Assistência Psicossocial para usuário de Álcool e Drogas (CAP/AD) foram inaugurados na Rodoviária do Plano Piloto e no Itapoã. A previsão é que outras duas unidades sejam abertas até o fim do ano em Taguatinga e no Plano Piloto.
Autor:
OBID Fonte: G1