Fumantes recebem ajuda do governo para abandonar o vício

R7
Mais de 600 pessoas participam do Programa Anti-Tabagismo do DF atualmente

Aproximadamente três mil pessoas deixaram de fumar no Distrito Federal durante o ano passado, após participarem do Programa Anti-Tabagismo, segundo dados da SES-DF (Secretaria de Saúde do Distrito Federal). A expectativa para esse ano é que um número ainda maior de fumantes alcance a mesma meta. No total, 40 grupos com 15 a 20 pessoas cada, se reúnem periodicamente com a mesma meta: abandonar o cigarro.

O Programa Anti-Tabagismo funciona em 64 unidades da SES-DF, com profissionais e medicamentos disponíveis como antidepressivos, pastilhas e adesivos de nicotina. O curso dura aproximadamente um ano, sendo que no primeiro mês as reuniões são semanais e depois passam a ser quinzenais. Do quarto mês em diante, o paciente passa a frequentar as reuniões de manutenção.

Mais do que encontrar pessoas que também querem parar de fumar, quem se inscreve nos grupos que funcionam regularmente em 64 centros de saúde, recebe medicamentos que auxiliam no processo de libertação do vício. Um dos grupos, no Recanto das Emas, região administrativa do DF, é o do Centro de Saúde 02, com uma turma de 15 participantes que começaram as reuniões em agosto.

Segundo a SES-DF, o programa tem tido uma grande procura de pessoas que querem largar o cigarro. A coordenação do projeto ressaltou que existe um número ainda maior de fumantes que abandonam o tabaco, participando das campanhas contra o fumo promovidas pela secretaria ou após ter contato com materiais informativos.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)