Primeiro dia de tolerância zero da Lei Seca tem 71 multados no Rio

G1
Ao todo, 18 motoristas tiveram a Carteira de Habilitação recolhida. Motorista paga uma multa de quase R$ 2 mil se infringir a lei.

A Lei Seca está mais rígida, a tolerância é zero para quem bebe antes de dirigir. Por causa disso, até o uso de um enxaguante bucal é suficiente para ultrapassar no bafômetro o limite de álcool estabelecido na lei. Mas nesses casos, o motorista pode refazer o teste. Na madrugada de terça-feira (29), 71 carros foram multados e 18 motoristas tiveram a carteira de habilitação recolhida.

A partir de agora, se o teste apontar 0,05 miligrama de álcool por litro de ar expelido, o motorista paga uma multa de quase R$ 2 mil, perde a carteira por um ano e o carro ainda pode ser apreendido. E a partir de 0,34 miligrama, o motorista é preso, como mostrou reportagem do RJTV nesta quarta-feira (30).

O índice também sobe depois que a pessoa comeu um bombom de licor. Mas quinze minutos depois, a pequena quantidade de álcool do antisséptico bucal e dos bombons desaparece no organismo. A polícia diz que, nesses casos, o motorista pode pedir para repetir o teste.

O mesmo não acontece com quem toma uma pequena quantidade de cerveja. No teste, depois de 15 minutos, a quantidade álcool caiu de 0,48 para 0,12 miligramas. Mas mesmo assim o motorista perderia o direito de dirigir.

A polícia também leva em conta outros sinais de embriaguez, como dificuldade de falar, de ficar em pé.

Balanço total
De acordo com a assessoria do governo do estado, na madrugada desta terça-feira, 422 motoristas foram abordados, 71 foram multados, seis veículos foram rebocados e 18 motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida. Os agentes realizaram 377 testes com o etilômetro. Deste total, três condutores sofreram sanções administrativas e uma criminal.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)