Nova Zelândia quer tirar logo das empresas de maços de cigarro

Já considerado um dos países mais rigorosos contra o tabagismo, a Nova Zelândia anunciou nesta terça-feira planos para que as empresas retirem seu logotipo dos maços de cigarros. A lei “irá remover o último vestígio de glamour destes produtos mortais”, afirmou Tariana Turia, do Ministério da Saúde. O projeto, entanto, deve esperar pelo recurso de uma lei similar na Austrália para entrar em vigor, de acordo com informações da agência AP.

Leis na Nova Zelândia já obrigam vendedores a esconder maços de cigarros atrás do balcão, além de aumentar o imposto sobre o produto. A nova legislação seguiria um exemplo australiano, que entrou em vigor em dezembro e substituiu os logos nas embalagens por avisos, como a possibilidade de câncer para os consumidores do tabaco.

Essa lei na Austrália, no entanto, ainda pode ser revista. Companhias do tabaco perderam um recurso na Suprema Corte do país, mas a Organização Mundial do Comércio (OMC) concordou em analisar reclamações sobre a lei de diversos países produtores de tabaco.

Nações como Ucrânia, Zimbábue, Honduras, República Dominicana, Nicarágua e Indonésia argumentam que os governos deveriam adotar políticas de saúde “sem necessariamente restringir o comércio internacional e sem anular os direitos de propriedade intelectual”. Já a Nova Zelândia, Noruega e Uruguai ficaram ao lado da Austrália no caso na OMC.

Tariana Turia afirmou que o governo neozelandês quer minimizar possíveis complicações ao esperar pelo resultado da lei australiana nos órgãos competentes. Ainda sim, o governo está planejando reservar cerca de US$ 5 milhões para se defender de possíveis processos de várias companhias do tabaco.
Autor:
OBID Fonte: Terra