Putin assina lei que proíbe fumar em público na Rússia a partir de junho

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, publicou, nesta segunda-feira (25), uma restritiva lei anti-tabaco que proíbe o fumo a partir de 1º de junho em instituições de ensino, centros de saúde, edifícios governamentais, locais de trabalho e transportes públicos.

O Parlamento aprovou a lei em fevereiro, onde 441 deputados apoiaram e apenas um votou contra. A partir de junho, serão livres do cigarro escolas e universidades, instituições culturais e de juventude, parques infantis, instalações desportivas, edifícios das agências estatais de habitação e hospitais. O fumo será proibido a partir de 15 metros desses locais.

Já em escritórios e locais de trabalho será permitido fumar apenas em locais especialmente reservados para esse fim. Elevadores e escadas também fazem parte da restrição.

Fumar em estações de transporte metropolitanos, aeroportos, trólebus, ônibus e bonde, e postos de gasolina será proibido. Entretanto, os russos poderão fumar em carros particulares.

A Rússia tem um dos maiores índices de fumantes do mundo, mais de quatro em cada 10 russos são considerados fumantes. A lei “proteger a saúde dos cidadãos do perigo do fumo passivo e as conseqüências do uso do tabaco” entrará em vigor em 1º de junho.

A lei estipula que um ano mais tarde, a partir de 01 de junho de 2014, o tabaco não poderá ser consumido em restaurantes, cafés, hotéis, lojas, centros comerciais, aviões, barcos e trens e de longa distância.

Além disso, as empresas de tabaco serão proibidas de patrocinar loterias e festivais, e toda a publicidade de tabaco será restrita, incluindo na internet. Segundo o projeto, um preço mínimo de varejo será definido para o pacote de cigarros. De acordo com o Ministério da Saúde da Rússia, a lei vai reduzir a proporção de russos fumantes dos 39% atuais para 25%.
Autor:
OBID Fonte: G1.Globo.com