Proerd oferece curso sobre drogas e violência para policiais

Agência Pará de Notícias
O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar do Estado do Pará, iniciou na manhã de segunda-feira, 4, um mini-curso direcionado a policiais militares, com o objetivo de instruí-los a como dialogar com seus filhos sobre drogas e violência.

Aproximadamente 320 policiais serão atendidos pelo serviço, que se estende até o próximo dia 28 de março.

Segundo a coordenadora estadual do Proerd, tenente coronel Yvone Mendes, o programa atua diretamente na escola com o objetivo de ensinar crianças e adolescentes a resistirem ao uso e abuso de drogas, assim como evitar a violência dentro e fora do ambiente escolar. O método adotado é dividido em quatro currículos: o primeiro é o Proerd Kids, direcionado para as crianças de 3 a 5 anos; depois vem o Proerd no 5°ano, direcionado às crianças com idades entre 8 e 10 anos; o Proerd 7° ano, que funciona como um complemento das atividades realizadas no 5° ano e direcionado às crianças na fase da pré-adolescência; e, finalmente, o Proerd Pais, direcionado aos responsáveis pelas crianças atendidas nas escolas onde o programa atua.

“Esse módulo para os policiais militares é uma edição especial incluída no currículo Proerd Pais. É uma ação voltada para o PM que é pai ou responsável por uma criança ou adolescente. Muitas vezes, o PM cuida do outro cidadão, repara e serve a comunidade onde ele vive, porém não sabe como agir quando acontece dentro da sua própria casa, não sabe como abordar os temas drogas e violência com o filho. Por isso realizamos esse módulo, para passar orientações de como conversar, como dialogar sobre tais temas, ou seja, dar a ferramenta do diálogo para que ele possa conversar com o seu filho sobre drogas e ajudá-lo a ficar afastado do uso de entorpecentes” explica a coordenadora.

As aulas acontecem todas as manhãs, de 8h30 às 12h30, na Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr. Justo Chermont, no bairro da Pedreira, em Belém. O mini-curso será feito em dois dias para cada turma, formada por 40 policias. No total serão oito turmas. Segundo a tenente coronel Yvone Mendes, o mini-curso já foi realizado pela primeira vez no município de Bragança e dessa vez irá atender PMs de todos os batalhões da capital e Região Metropolitana de Belém. “Participam policiais das operações especiais, da área da saúde, serviço especializado, ou seja, são turmas bastante heterogêneas” destaca.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)