Consumo de álcool é a terceira maior causa de doenças e lesões no mundo

R7
Bebida causa mais de 200 diferentes doenças e lesões, incluindo cirrose hepática, acidentes de trânsito e diversos tipos de câncer.

Pesquisadores do Centro de Dependência e Saúde Mental (CAMH), no Canadá, mostraram que o consumo de álcool é a terceira maior causa de doenças e lesões em todo o mundo, apesar do fato de a maioria dos adultos não consumir a substância.

“Notamos que o consumo de álcool causou mais de 200 diferentes doenças e lesões. Estas incluem não apenas danos bem conhecidos do consumo elevado de álcool, como a cirrose hepática ou acidentes de trânsito, mas também diversos tipos de câncer, como câncer de mama”, relata o autor da pesquisa Kevin Shield.

O estudo informou a quantidade e os padrões de consumo de álcool por país para 2005, e calculou estimativas para esses números para o ano de 2010.

Os resultados mostraram grandes diferenças por região geográfica no número de pessoas que consomem álcool, a quantidade que bebem e os padrões gerais de consumo. Alguns outros resultados: consumidores da Europa e de partes da África Subsaariana são os bebedores mais pesados mundiais de álcool, em média; as pessoas na Europa Oriental e África Subsaariana Austral consumiram álcool da maneira mais nociva, bebendo grandes quantidades frequentemente, estando envolvidos em bebedeiras prolongadas, e consumiram álcool, principalmente, fora das refeições; as pessoas no norte da África, Oriente Médio e Sul da Ásia consumiram a menor porcentagem de álcool; norte-americanos em geral, e os canadenses em particular, consumiram mais de 50% de álcool acima da média mundial, e mostraram um padrão de consumo mais prejudicial do que a maioria dos países da união Europeia, com maior índice de alcoolismo.

A carga global de doenças e lesões atribuíveis ao álcool é grande e crescente. Em 2010, o hábito foi responsável por 5,5% da carga global de doenças e lesões, o terceiro depois de pressão arterial e tabagismo, entre 67 fatores de risco em geral. “Melhorar as políticas de controle do álcool representa uma das maiores oportunidades para evitar muitos problemas de saúde causados pelo consumo excessivo de álcool. Para melhorar essas políticas, informações sobre o quanto as pessoas estão consumindo álcool, e como as pessoas estão consumindo álcool são necessárias, o que é exatamente a informação que este artigo apresenta”, conclui Shield.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)