Crack, é possível vencer

Defato Online
O Diário Oficial do Estado (DOE) de hoje (12) publica decreto, assinado pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM), criando Comitê Estadual de Gestão do Plno Integrado de Enfrentamento ao Crack, Álcool e outras drogas.

O Governo do Estado segue as diretrizes preconizadas pela Política Nacional sobre Drogas, bem como a adesão do Rio Grande do Norte ao Programa do Governo Federal “Crack, é possível vencer”, decorrente do Plano Federal Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, instituído por meio do Decreto Federal n.º 7.179, de 20 de maio de 2010.

O comitê será composto por representantes do Gabinete Civil do Governador (GAC), e das secretarias do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), da Saúde Pública (SESAP), de Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), da Educação e da Cultura (SEEC), do Esporte e do Lazer (SEEL); e da Justiça e da Cidadania (SEJUC).

Compete ao comitê:

I – estruturar, integrar, articular e ampliar as ações voltadas à prevenção do uso, tratamento e reinserção social de usuários de crack, álcool e outras drogas, contemplando a participação dos familiares e a atenção aos públicos vulneráveis, entre outros, crianças, adolescentes e população em situação de rua;

II – apoiar a estruturação, ampliação e fortalecimento das redes de atenção à saúde e de assistência social para usuários de crack, álcool e outras drogas, por meio da articulação das ações do Sistema Único de Saúde (SUS) com as ações do Sistema Único de Assistência Social (SUAS);

III – capacitar, de forma continuada, os atores governamentais e apoiar a capacitação dos atores não governamentais nas ações voltadas à segurança pública, prevenção do uso, ao tratamento e à reinserção social de usuários de crack, álcool e outras drogas e ao enfrentamento do tráfico de drogas ilícitas;

IV – incentivar a participação comunitária nas políticas e ações de segurança pública, de prevenção do uso, tratamento, reinserção social e ocupacional de usuários de crack, álcool e outras drogas e fomentar a multiplicação de boas práticas;

V – disseminar informações qualificadas relativas ao crack, álcool e outras drogas; e

VI – fortalecer as ações de enfrentamento ao crack, álcool e outras drogas ilícitas no Estado do Rio Grande do Norte.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)