Rio Branco ganha unidade de tratamento 24h para usuários de drogas

Usuários de álcool e drogas que querem ajuda para se livrar da dependência química têm um endereço certo a partir de agora: o governo do Estado do Acre inaugurou o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPs AD), no Manoel Julião, com capacidade para atender até 60 pessoas por dia, com as portas abertas até as 18h.

Mas, o funcionamento é em tempo integral, 24h por dia. Lá os pacientes encontrarão acolhida e uma equipe de profissionais multidisciplinar com a estrutura adequada para prestar auxílio. O CAPSad dispõe da opção de internação, com oito leitos, sendo dois infantis, dois femininos e quatro masculinos, onde os pacientes podem ficar internados por até 15 dias.

“Os casos graves devem ser encaminhados ao Hospital de Urgência e Emergência, onde há 18 leitos para isso. Aqui o atendimento é de portas abertas até as 18h e a demanda é livre, basta chegar que será acolhido. Temos psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional e outros profissionais empenhados no desafio de reintegrar esses pacientes à sociedade, família, à escola”, comentou a secretária de Saúde, Suely Melo.

O governador Tião Viana agradeceu à presidenta Dilma Rousseff pelo apoio para enfrentar o que ele classificou como o maior problema da humanidade. “O estado é pequeno para resolver esse problema sozinho. É preciso contar com o voluntariado. O voluntariado pode mudar o mundo e só ele pode ser maior que as instituições. Antes o único meio de tratamento era o aprisionamento, seja por força policial, seja por internação hospitalar, que também era uma prisão. Agora os dependentes de álcool e drogas tem um local para atendimento 24 horas, com toda a estrutura necessária”, disse o governador Tião Viana.

A coordenadora do centro, Sandra Ortiz, lembra que o trabalho de recuperação e reintegração não acontece apenas na área da saúde. “Tem que haver apoio da família, pois se não houver essa base não haverá instituição que consiga fazer um bom trabalho”, disse.

O secretário de Segurança Pública, Ildo Renir Graebner, explicou que a unidade do CAPs era uma das maiores demandas da Rede de Atenção Psicossocial, da qual faz parte o Programa Crack, é Possível Vencer.

A prefeitura de Rio Branco também é parceria na rede de atendimento e conta com consultórios móveis, que percorrem diversos pontos da cidade fazendo consultas de rua e acompanhamento. “Uma estrutura como essa é fundamental para o fortalecimento do trabalho”, disse a secretária municipal de Saúde, Marcilene Alexandrino.
Autor:
OBID Fonte: Agência de Notícia do Acre