Tabaco produz anticorpos para possível tratamento contra raiva

Uma nova pesquisa divulgou que cientistas conseguiram produzir um anticorpo monoclonal nas plantas geneticamente modificadas (GM) de tabaco que podem neutralizar o vírus da raiva. Este novo anticorpo evita que o vírus viaje até o cérebro e se ligue às pontas dos nervos em volta do local da mordida.

Um grupo de cientistas da Unidade de Imunologia Molecular em Hotung da Universidade de St. George em Londres liderado por Leonard Both “humanizou” as sequências do anticorpo para que as pessoas possam suportá-lo. O anticorpo foi então produzido pela purificação das folhas de tabaco transgênico e é ativo na neutralização de um amplo painel de vírus da raiva.

Segundo Both, a infecção não tratada do vírus é quase 100 por cento fatal, mas produzir um anticorpo de custo acessível usando plantas transgênicas faz com que a prevenção contra a raiva seja possível, especialmente para famílias de baixa renda em países em desenvolvimento.

O relatório consta da edição de janeiro da FASEB Journal, publicada pela Federation of American Societies for Experimental Biology (FASEB).
Autor:
OBID Fonte: Agrolink