Quartos para não fumante não são livres do tabaco

Ficar em um quarto para não fumantes, mas em hotel que permite fumar em outros locais, não evita a exposição ao tabaco da fumaça, relata novo estudo publicado no periódico “Tobacco Control”.

Pesquisadores examinaram 10 hotéis com proibição total de fumar e outros 30 com espaços designadas para o grupo. Eles analisaram superfícies e ar em busca de poluentes da fumaça, coletaram amostras para medir a presença de carcinógenos do tabaco, e analisaram a urina de hóspedes não fumantes.

O resultado? Alguns quartos para não fumantes realmente tinham níveis de poluentes bastante baixos. Mas, em outros, os níveis do tabaco no ar eram quase cinco vezes maiores do que em hotéis que não aceitam fumantes de forma alguma. A poluição das superfícies foi até 25 vezes maior também.

Em alguns casos, os não fumantes que ficaram em quartos para não fumantes, mas em hotéis que não são exclusivos para o grupo, tinham vestígios de exposição à nicotina até na urina – com níveis duas vezes superiores aos dos não fumantes que se hospedaram em hotéis onde o fumo era proibido.

De acordo com o principal autor do estudo, Georg E. Matt, professor de psicologia na Universidade Estadual de San Diego, o resultado é um só: os quartos para fumantes não funcionam. “Os fumantes deixam para trás um legado que eles não podem controlar”, disse ele. “Os reservatórios físicos – tecidos, cobertores, estofados, paredes – são muito carregados, e você não pode simplesmente removê-los”, apontou.
Autor:
OBID Fonte: O Tempo