Simpósio de Álcool e outras Drogas na Contemporaneidade reúne milhares de pessoas

180 Graus
Evento acontece na cidade de Luis Correia, a previsão é que cerca de 4 mil pessoas participem

Cerca de 5OO pessoas já circularam pelo stand da IV Coordenação Regional de Saúde do Piauí (IV CRS) no II Simpósio Álcool e outras Drogas na Contemporaneidade, desde abertura, nesta sexta-feira, 12 de junho. O evento acontece na cidade de Luis Correia, a previsão é que cerca de 4 mil pessoas participem do evento durante os três dias.

Técnicos, profissionais da saúde, professores e comunidade estiveram presentes na estrutura montada na orla da Praia de Atalaia, trocando experiências e debatendo sobre um assunto que afeta tanto a sociedade contemporânea.

Com o GARRA (Grupo de Estudos do Álcool, Tabaco e outras Drogas) e Promoção da Saúde Itinerante a IV CRS, tem feito a mostra dos trabalhos realizados na atual gestão. Desenvolvido há cerca de um ano e meio, o GARRA busca por meio da educação e da prevenção, soluções para melhorar a qualidade de vida do trabalhador e de sua família.

De acordo com Vinícius Oliveira, coordenador da IV Regional, a ideia surgiu com a necessita de dar apoio aos servidores que sofrem com problemas relacionados à dependência química “Esse cenário foi discutido por nós profissionais da saúde, na busca de uma estratégia para apoio aos trabalhadores com problemas com a álcool e outras drogas. Acreditamos que, a partir do momento em que acontecer a sensibilização dos usuários para a busca de tratamento, conquistaremos as adesões para a formação de grupo de apoio e reabilitação no espaço de trabalho”, afirma Vinícius.

O Grupo Garra foi iniciado no mês de agosto de 20012 com a constituição de um grupo de trabalho formado por uma equipe multidisciplinar, focado em duas vertentes: prevenção e assistência. Em setembro do mesmo ano, o projeto iniciou o serviço de acolhimento. Hoje estamos em um momento de ação. O grupo alinhou pensamentos, estabeleceu princípios comuns e convidou parceiros”, declara.

Para Vinícius, a participação da IV CRS no simpósio só vem a somar com as ações que vem sendo realizada na regional “A ideia do evento vai de encontro com nossos projetos, investimos em ações de prevenção e orientamos a comunidade dos riscos”, finaliza.

De acordo com o secretário de Saúde do Estado, Ernani Maia, o objetivo do governo do Estado é levar estrutura necessária que previnam e tratem os dependentes químicos de forma adequada. O simpósio tem o objetivo de discutir não só a parte acadêmica, mas os problemas relacionados ao álcool e droga que afetam toda a nossa população. É uma epidemia assustadora: 80% das mortes no Brasil são em consequência do uso abusivo do álcool. Nossa meta é levar novas unidades de saúde e novos programas de forma pactuada com os municípios a fim de montar em todas as cidades centros de recuperação”, finaliza o secretário.
Fonte:ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)